quarta-feira, 18 de maio de 2016

A difícil arte de não enganar a sí mesmo


Cada dia percebo mais o quanto é importante fazer nossas escolhas, pautados na honestidade. E quanto mais velhos ficamos, já não é tao difícil assim fazer escolhas, pois a experiencia já nos intui a boa escolha e a faculdade de que não podemos passar a vida inteira a enganarmos a nós mesmos. Muitas vezes a vida lhes apresentam pessoas que passam a vida inteira enganando a sí mesmas e buscando no outro apenas a complementação de um valor material. E essas pessoas passam a vida procurando companheiros que lhe propiciem status, bens materiais e sua comodidade financeira. Outras querem a qualquer custo viver uma vida falsa perante a sociedade medíocre. E quando se percebe, já se passou 50, sessenta, setenta, oitenta anos... a vida passou ao lado de alguém apenas por interesse. Conheci algumas pessoas assim e não sei se sinto pena ou simplesmente indiferença.
O fato é que muitos nunca vão acordar, que tristeza! Pude perceber que tais pessoas deixaram de acreditar na sua capacidade de ser feliz sem usar outras pessoas. Outros, passam toda sua vida enganando a si mesmas e achando que enganam a sociedade em que vivem. Nestas horas ter uma situação estável e não precisar de ninguém dá um conforto pra nossa alma! Difícil acreditar que alguém passe a vida toda se escorando em casamentos arranjados, mendigando bem estar num casamento falido antes mesmo de valido como relacionamento. Felizmente o meu anjo da guarda tem me aberto os olhos ha muitas pessoas que passam por nossas vidas se perceber o gosto de serem vitoriosos por sí próprias. Ah se soubessem que o preço da dignidade é impagável Conquistar cada centavo com o suor de nossos rostos e não de um casamento de interesses é sem duvida o melhor gosto que  a vida pode ter. Em que pese essas pessoas não conseguirem jamais sentirem esse gosto, só resta torcer para que antes tarde do que nunca elas saibam que a velha frase atribuida a Chico Xavier, mas que é de um outro Chico, tem uma força dantesca e vale apenas lembrar dessas palavras que trago comigo sempre que tenho a necessidade de partir para um novo recomeço. Recomeço esse que felizmente consigo fazer sozinha sem estar as costas de ninguém. E que delicia é viver esse gostinho!

 " Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.
Francisco do Espírito Santo

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Envelhecer

...e um dia vc aprende, que não precisa correr atrás de quem você deseja, porque a vida trás até você quem você merece!

Quantos anos tenho? Tenho a idade em que as coisas são vistas com mais calma, mas com o interesse de seguir crescendo. Tenho os anos em que os sonhos começam a acariciar com os dedos e as ilusões se convertem em esperança. Tenho os anos em que o amor, às vezes, é uma chama intensa, ansiosa por consumir-se no fogo de uma paixão desejada. E outras vezes é uma ressaca de paz, como o entardecer em uma praia. Quantos anos tenho? Não preciso de um número para marcar, pois meus anseios alcançados, as lágrimas que derramei pelo caminho ao ver minhas ilusões despedaçadas, valem muito mais que isso... O que importa se faço vinte, quarenta ou sessenta?! O que importa é a idade que sinto. Tenho os anos que necessito para viver livre e sem medos. Para seguir sem temor pela trilha, pois levo comigo a experiência adquirida e a força de meus anseios. Quantos anos tenho? Isso a quem importa? Tenho os anos necessários para perder o medo e fazer o que quero e o que sinto...
José Saramago

sábado, 9 de abril de 2016

A inversão de papeis entre homens e mulheres

Eles se esqueceram de conquistar e elas de seduzir. Inverteram os papéis e o que podia ser bonito ficou banal. 
O que valeu a pena você sempre teve que lutar. Se foi fácil, você até já se esqueceu...
Engraçado que, assim como o  tempo, as pessoas ficaram aceleradas e querem resumir num dia o que antes levávamos uma vida para viver. Querem resumir tudo num dia , numa hora num segundo... como num orgasmo.

  

 E percebo que não se escrevem mais historias de amor para meu espanto e decepção, alem de descobrir que não existem príncipes em cavalos brancos, também fecharam os contos de fada numa masmorra, parece que querem enterrar também de vez o amor. Alias o que antes foi ou era amor agora é só sexo e tem que ser tão rápido quanto efêmera é a sua lembrança. As mulheres esqueceram de serem não só mulheres, mas de serem femininas e disputam com os homens sua capacidade de conquista. Na mesma mão, os homens se esqueceram como se conquista e ja nem mais precisam se dar o trabalho de desvendar suas amadas, cujas curvas antes escondidas agora estão expostas como numa gondola de supermercado. E aí descubro que ser romântica já não é mais qualidade, que ter desejos já não é mais divertido, que tenho que ser pragmática, que teoria de mais é bobagem e que não me resta mais do que um encontro furtivo em alguma esquina da cidade.

E descubro que não escreveremos uma história, no máximo contaremos uma garrafa de vinho a mais, ou nem isso, pois vinho é para os românticos. Serei apenas um numero na sua lista de infindáveis nomes femininos?
Onde e quando as mulheres começaram a se perder se tornando mercadorias de consumo?
Onde e quando foi que vocês se esqueceram que ainda gostamos de ouvir poemas, receber flores, que guardamos nossos sentimentos em musicas, que choramos de saudade que ainda  sentimos o coração saindo pela boca quando lhes encontramos de repente no meio da rua, fazendo compras no supermercado, onde nossos corpos se esbarrarão quando do nosso cumprimento cordial e você não sentirá minhas mãos tremulas e não perceberá o meu desconcerto ao vê-lo. 
Me faltarão palavras e eu direi alguma besteira esperando que você adivinhe meus pensamentos mas não perceba minha arritmia.
 Vocês ja não nos convidaram para uma garrafa de vinho, pois a pressa em aumentar o numero na lista é mais forte que o poder de perceber que as infindáveis mulheres apenas passaram em suas vidas. 
Os homens já não o querem nem escreverão historias de amor porque se esqueceram como fazê-lo. 
E as mulheres já não se valorizam e aceitam serem tratadas como mercadorias. 
Mas se elas são doces e românticas logo são rejeitadas porque não se enquadram no modelo volátil de um mercado do sexo fútil.
 Não que o sexo seja difícil, alias não deve ser um tabu, porem hoje é tratado como mercadoria de troca e não como a necessidade natural e gostosa do corpo responder a estímulos e sobretudo a um sentimento. 

Somos uma geração que na pressa de correr pela tecnologia, pela liberdade de expressão , pelas conquistas se esqueceu de ensinar aos nossos  filhos a arte amar, seduzir e conquistar. Continua...

terça-feira, 22 de março de 2016

A Atitude de ser uma pessoa digna

Hoje experimentei novamente a atitude de ser uma pessoa digna e fiel aos meu princípios.
Mais uma vez doeu saber que quando agimos conforme o que considero ser uma pessoa normal de princípios, conforme o perfil que criei pra mim ao longo dos meus cinquenta anos. Dói na alma.
Encontrei uma pessoa maravilhosa e cuja inteligência e carinho superou todas as expectativas que tenho de um verdadeiro ser humano na acepção da palavra.
Dudu, você é um anjo, e eu nunca pediria a um anjo pra cortar suas asas. Eu prefiro ao invés disso ficar sem sua proteção divina.
Você é uma pessoa maravilhosa, tem um esteio de família ao seu lado, tem objetivos, tem sonhos e sobretudo tem inteligência e um coração do bem.
Sorte de sua amada Valentina ter ao lado dela um homem maravilhoso e acredite ela deve ser tão maravilhosa ou mais que você. E por isso nunca saia do lado de sua amada que enfrentou com você e por você tantas dificuldades.
Eu aqui na minha vidinha tenho como procurar forças como sempre o fiz para seguir sozinha. Não quero carregar a culpa de destruir a paz de ninguém. Quero procurar apenas seguir o meu caminho. Um dia se me for concedido ter o direito de encontrar um outro príncipe tão lindo como você, serei a mulher mais feliz do mundo. Mas já não tenho forças para isso, estou cansada.
Não invejo sua Valentina, que vejo como sua amada Dulcineia a qual você como cavaleiro, luta contra os moinhos de vento para protege-la e é merecedora de todas as suas lutas e todo o seu carinho. Quem dera eu ter merecido tamanha devoção de um príncipe como você.
Vou sentir saudades do seu bom humor e das gargalhadas gostosas que você me fez dar. Das suas histórias tão cheias de vida e realidade. Dos seus elogios exagerados que você me fazia, dos sonhos que você me despertou em ter ao meu lado finalmente o verdadeiro amor que sempre esperei.
Porem vou estar tranquila de que não destruí nenhum lar e consciente de que a solidão apesar de ser incomoda pode ser uma boa companheira.
Eu poderia ser a outra e poderia ser a outra mais feliz do mundo, mas jamais mulher alguma com plena sanidade quereria dividir um amor tão lindo.
Seria eu mais insana se o vivesse pela metade. Quando o meu coração quer viver por inteiro o único sentimento mais honesto de toda a existência humana. A cada dia que passa tenho mais consciência que tenho que sair dessa existência melhor do que aqui entrei e me falta tão pouco tempo por isso não posso a essa altura da vida estragar tudo aquilo que construí.
Você meu Dudu querido com toda sua simplicidade consegue ser o mais nobre dos nobres e arrancar de mim o meu melhor e o meu melhor não quer e não acha justo pedir que você saia do caminho que você traçou para sua vida. 
Dudu eu descobri que não preciso de mercedes, de viagens de sonhos, de palácios exuberantes nem de grandes tesouros terrenos. Eu precisava apenas de amor e também preciso de manter a essência dessa Andréa integra cujo preço apenas o amor é capaz de comprar. Ontem ao passarmos por aquelas paisagens tão lindas que talvez você nem tenha reparado por estar habituado a vê-las todos os dias, eu. Eu ali tinha a companhia de um príncipe e a paisagem mais linda do universo. O Flamboyant florido no canto da estrada, a vista linda daquele lago, as frutinhas tão doce e deliciosas que sorvemos juntos. Isso foi tão lindo e gostoso! Você sentiu? Você percebeu que naquele momento que eu ouvia suas historias não precisava de mais nada pra sermos felizes naquele justo instante? Por isso tento ver todas as paisagens  como se as visse como se fosse a primeira vez. Pra tentar tirar delas a mesma magia sempre. Aprendi que quando começamos a enxergar tudo como rotina a vida deixa de ter a graça que ela por si encerra.
A gente pede tanto e no fim da vida começa a descobrir que tudo aquilo que acumulamos não vale nada a não ser servir de comparação pra as pessoas medíocres. Eu já não peço nada por ter vergonha de pedir e por achar que já tenho o principal para ser feliz. E descobri que talvez não esteja predestinado pra mim o príncipe com que sonhei a vida toda. Porque me faria muito mais feliz e de acordo com a minha índole,  ter uma pessoa que me valorize e que me dê tudo. Mas se isso significar jogar fora tudo o que construí como principio de vida, não seria feliz se soubesse que estaria destruindo uma família ou que estivesse destruindo tudo aquilo que sempre plantei.  Eu plantei sonhos em jardins de homens que não quiseram semear comigo. E assim sendo, colho hoje o doce da solidão fruto das minhas próprias escolhas. Não tenho tantos fãs quanto você sempre acreditou que eu tivesse, porque poucos se aventurariam a sonhar comigo os mesmos sonhos. Já não se fazem homens como se faziam antigamente eu acho, e como você mesmo me disse, há muita gente ruim hoje. E se você que é uma pessoa maravilhosa jamais poderá colher os frutos do mesmo jardim que eu plantei, imagina se eu aceitaria ter homens sem os valores os quais eu acredito serem ideais de uma vida integra.
A Valentina teve essa sorte e não quereria jamais tirar dela o que eu quereria pra mim. Não seria justo!
Como também acho que sendo quem sou eu não merecesse tanto quanto ela. Não sei se você me entende. E se você diz que sou essa pessoa especial que você diz, há de convir comigo que eu não nasci para viver de restos ou metades de ninguém. E  talvez até, pelo contrário, nem mereça ninguém ao meu lado.
Quero que saiba que você é um dos homens mais inteligentes que conheci e capazes de aguçar minha inteligência e me fazer parar de falar tanto, apenas pelo prazer de ouvir suas historias. E você,  acredite foi um dos melhores presentes que Deus me presenteou. Te desejo o que de melhor possa existir nessa vida e que em suas andanças na luta por seus moinhos de vento ( e sabemos que não são de tão de vento assim, são mais reais que podemos imaginar), e que você se lembre de mim se não como a sua linda Dulcineia que aqui vejo como sua doce Valentina, que você me tenha como a presença de seu fiel e palhaço escudeiro Sancho Pança que te admira muito e acredita nos seus sonhos., tanto quanto você acredita neles. E por isso mesmo sabe muito bem a hora de se afastar para não destruir o lar lindo que você construiu e sobretudo para que como forma de sobrevivência não sofra tendo você pela metade. Estou tentando sobreviver Dudu, todos os dias.
Você merece aquela que se dedicou a você, a ajudar sua própria mãe até o leito de sua morte, sua amada Valentina, que criou seus filhos que você tanto ama.
E eu não tive a sorte que ela teve, mesmo que tendo um homem que não lhe ama mais no sentido físico ama a mais que qualquer outro amor. O amor da gratidão. De ser grato pela mulher batalhadora que sempre esteve ao seu lado nas horas ruins e boas de sua vida.
Pena eu não ter lhe conhecido há vinte e poucos anos atrás, mas fico feliz em saber que alguém que o mereça.
Com todo meu coração!
Obrigada, obrigada, obrigada, que você seja muito, muito feliz Dudu! Obrigada por acreditar em mim e crer naquilo que mais prezo, a minha dignidade.
Beijo, te adoro!


segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Sobre a Incredulidade do amor.




Lendo um texto sobre a justificativa de se estar só e conviver bem com a própria pessoa e não precisar de outro pra se sentir feliz. Fiquei pensando: ora sou muito bem resolvida, mas qual o mal de querer alguém do lado pra viver o resto de nossas vidas ou como diz o poeta, eterno enquanto dure? Que mal há em ter uma companhia segura pra fazer sexo gostoso, assistir ao jornal da noite e discutir as notícias? Que mal há em ter uma pessoa que pensando igual ou diferente possa lhe fazer rir ainda de suas piadas, mesmo que já velhas? Que mal há em sentir que não está só e que se você tem um futuro? Seria delicioso planejar minhas férias ao lado de alguém. Um companheiro de baralho no sítio no fim de semana e fazer longas caminhadas pela serra também. Que mal há em descobrir que apesar dos seus e dos defeitos do outro, é possível aceitá-los? Por que temos que justificar a solidão só por que somos exigentes com o passar da idade e que fica mais difícil encontrar alguém pra compartilhar o álbum de fotografia? Ah me poupem os incrédulos os incautos, as tias e tios ranzinzas, mas eu apesar de prezar minha independência, adoro beijos roubados, beijos fervorosos, discussões demoradas sobre política, sobre o mundo, filhos e história da arte. Amo cozinhar só pra ver o prazer nos olhos do meu companheiro. Acordar com suas pernas insinuando sobre as minhas uma deliciosa manhã de sexo. E programar a próxima viagem do verão ou do fim de semana. Dividir a latinha de cerveja para não tomar cerveja quente. Ou um bom vinho com uma carne assada ou um filé mal passado ao lado de um velho ranzinza como eu mas que sabe apreciar o que é bom? Ahhhh que me desculpem meus amigos que desistiram do amor e justificam sua incapacidade de amar ou a sua conta bancária egoisticamente correta. Eu nasci pra dividir meus sorrisos, pra exibir minha lingerie e fazer jogo de sedução mesmo que ele esteja cansado de ver minhas rugas que aumentam a cada dia. Nasci pra escrever bilhetes românticos e espalhá-los na casa e adivinhar o próximo presente e inventar um modo de dá-lo no próximo dia dos namorados. Amo fazer jardinagem ao lado de alguém que perceba que a salsinha deu ervas daninhas e que precisamos descobrir um método biológico para evitá-las. E falar sobre um futuro de que nunca viveremos e receber os netos no domingo cedinho para encher a casa de alegria. Ahhh eu convivo bem com minha solidão, mas eu ainda faço parte das milhões de pessoas que acreditam no amor e que o exercício da convivência e do gerenciar conflitos é que nos fazem crescer. Meus discos de vinil ainda esperam por alguém que queira ouvi-los e os filmes do netflix também estão a espera de companhia ao meu lado no sofá. Garanto que a minha experiência
de vida ainda vão decepciona-lo quando você sentir que apesar dela eu ainda tenho defeitos e vamos brigar pela toalha molhada em cima da cama, rss. Finalmente eu não quero passar o resto da minha vida justificando os cursos que fiz nem as peripécias que vivi. Quero criar novas histórias ao lado de um aventureiro tão romântico quanto eu que não se esqueceu o que é transar dentro de um fusca, rsss.
E que me acorde com seus pés quentes e me convide para bailar, rsss. Pode demorar, ou nem aparecer, mas não vou desistir, essa palavra não existe em meu dicionário!

domingo, 3 de novembro de 2013

Ouse, vá lá, tente! Aos homens...


Muitas pessoas são tão vagas, não tem intensidade. Vivem pelas beiras nunca atingirão o coração de quem realmente o merece. Passam pela vida insinuando apenas. Têm medo de se expor, de viver, de serem felizes. Gosto de pessoas que correm riscos, que não têm medo de irem a busca da felicidade. Muitas pessoas se olham no espelho e procuram no outro o seu reflexo. Querem pessoas bonitas por fora e se esquecem que o que procuram é melhorar o seu lado feio, complementar oque de alguma forma não conseguem sozinhos. O céu pode estar azul la fora, ou cinzento até, não importa, tira sua bunda da cadeira, ou pegue o telefone, encontre uma maneira de dizer pra quem você menos espera que quer uma chance, que quer apenas o benefício da duvida. Procure nas entrelinhas, nas simples oportunidades de perguntar. Um sorvete num fim de tarde, um chopinho, um passeio ao longo do lago ou do rio, e quem sabe será num momento tão simples e que você não tinha coragem que você receberá um abraço, mãos dadas numa longa caminhada, o começo de uma linda jornada que não tem que ter fim, apenas começo, o resto o tempo se encarrega. Ouse ser feliz ao menos uma vez e não tenha medo do não, SE você não tentar, jamais irá sabê-lo. Ouse ser feliz ao menos uma vez e poso assegurar, vc pode nem ser feliz em sua escolha, mas certamente estará mais leve por tentar e aquele reflexo no espelho certamente estará mais lindo. Vá lá, tente!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Gente de personalidade

Gosto de gente com personalidade forte. Não sei se por causa da criação, já que mãe e pai são pessoas de personalidades e gênios fortíssimos, gosto de encontrar pelo meu caminho pessoas firmes de opinião, aquelas que não são suscetíveis a mudar por conveniência, que sabem ser diretas em suas ideias sem dar mil voltas. Não recaem na hipocrisia de serem mansinhas e imparciais, mordendo por fora e apta a puxadas de tapete.

Tem gente que prefere viver mascarado, que se esconde atrás de estereótipos, que acha beleza em viver de fingimentos e se recusa a encarar realidades, verdades, atitudes honestas. Geralmente, se acham os donos da verdade e esquecem os seus telhados de vidro, confundem sinceridade com afrontamento, desandam a apontar a ferida alheia, armam fachadas belíssimas, vangloriam-se de qualquer coisa. Mas... Chame um desses pra um papo franco.
Não me considero mascarada. Sei que muita gente me considera tanta coisa ruim e isso é um problema de conceito dessas pessoas. Se me dou ao trabalho de parar e observar atentamente as atitudes de alguém, de conhecê-lo, de dar corda para que siga se “mostrando” pra mim, então faça comigo da mesma forma e depois, sim, tire a conclusão que quiser.
Já encontrei pela vida pessoas que me deram uma chacoalhada através dos seus pontos de vista, muitas vezes até de um modo doloroso, ríspido, como uma chamada pra realidade mesmo. Aquilo que parei pra analisar e vi que realmente havia razão, modifiquei. É realmente difícil ouvir uma verdade que você não gosta de encarar. Mas prefiro mil vezes que me digam algo cara a cara, mesmo que me desarmem, seja isso bom ou ruim. Tenho intolerância a quem me engana. Isso sim é arrasador, de deixar no chão. Questão de repulsa mesmo. Sabe? Seja sincero comigo, me diga sua verdade e então te direi a minha (se é que já não tenha dito antes).
Nestes dias tenho observado muito isso em diversas situações. As pessoas parecem se sentirem melhores sendo enganadas, ou não gostam de receber uma ajudinha de quem está vendo tudo de fora, de quem está vendo melhor, sem tomar partido. Tem gente que teme discussões. Alias, tem gente que não sabe nem o que é isso. “Diálogo? Pra quê, né?”
É preciso descobrir que se pode ser verdadeiro sem ofensas, sem humilhar, sem denegrir a moral de alguém, sem brigar. Trocar e discutir idéias ou opiniões são altamente saudáveis e faz crescer. Ter posicionamentos e defendê-los, ainda que não agrade a gregos e troianos, é algo que me atrai. Claro que busco não confundir gente sincera com pessoas de coração endurecido. Me afasto de gente sem um pingo de sensibilidade.
De comum e fraca já basta eu.

Carol Monteiro

sábado, 6 de julho de 2013

Saber viver sem ser reconhecido e uma arte!





Quando estiver desanimado lembre-se do PORCO !

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.

Um dia ele descobriu que seu vizinho tinha este determinado cavalo.

Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário que disse:

- Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante três dias. No 3º dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor será necessário sacrificá-lo.

Neste momento, o porco escutava a conversa.

No dia seguinte, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:

-Força amigo, levanta daí senão será sacrificado!!!.

No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou novamente e disse:

- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer! Vamos lá, eu te ajudo a levantar.

Upa! Um, dois, três...
No terceiro dia, deram o medicamento e o veterinário disse:
- Infelizmente vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:

- Cara, é agora ou nunca! Levanta logo, upa! Coragem! Vamos, vamos! Upa! Upa! Isso, devagar! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa, vai....fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa!

Upa! Você venceu campeão!!!.

Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:

- Milagre!!! O cavalo melhorou, isso merece uma festa!Vamos matar o porco!.

Pontos de Reflexão: Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho. Ninguém percebe qual é o funcionário que realmente tem mérito pelo sucesso, ou que está dando o suporte para que as coisas aconteçam.

SABER VIVER SEM SER RECONHECIDO É UMA ARTE!

A falsa elite cultural portuguesa


Partindo do principio que sou responsavel pelo que eu falo nao pelo que vc quer ouvir, e que se eu ferir susceptibilidades a responsabilidade e de cada ferido com sua consciencia, e que venho aqui expor minhas impressoes sobre a "elite Portuguesa".
Devem estar se perguntando por que falas elite? E essa e a parte da resposta mais complicada.
Ao chegar pelas terras lusas a primeira coisa que me preocupei foi manter meu ritmo e como trabalho que e bom pra brasileiros com nivel intelectual aqui e so para convidados e olhe la, eu resolvi fazer o que fiz a vida inteira, investir em cultura e conhecimento.
Matriculei-me num mestrado de empreendedorismo que o final das contas foi cancelado pela Universidade por numero insuficiente de alunos. Dai comecamos a perceber a falta de planejamento dos cursos da Universidade.
Ate ai tudo bem, minha segunda opcao foi Gestao de Unidades de Saude, ja que eu trabalhava a quase 29 anos nessa mesma area e como administradora de empresas poderia acrescentar algo mais o meu curriculum que a essa altura tinha mais de 400 paginas e milhares de horas so em cursos na area, fora as duas graduacoes superiores e as cinco pos entre MBAs, especializacoes, etc. etc.,
No primeiro dia ja senti o nivel pesado e a decepcao bateu na minha cara da forma mais infantil que eu jamais poderia imaginar.
O que eh das ex colonias ou estrangeiros nao tem valor, mas os britanicos sao ouvidos quase 100 por cento nas radios e nos shows. E ha uma necessidade aqi de se postar tudo em ingles ou de mostrar-se britanico. Mas no Brasil tambem isso e assim, porem bem menos acredite! SE vc leu a verdadeira historia de Portugal por uma serie de autores vera que a Inglaterra foi uma das principais responsaveis pela degradacao da sociedade portuguesa quando da ida do Rei para o Brasil. Mas como o veho ditado diz acad povo tem o governo que merece e isso cabe as demais areas inclusive a cultura. Da prmeira vez que assiti uma aula no mestrado aqui o professor chegou dizendo well... em ingles porcamente mal falado e ja imperou aos quantro cantos: Proibido consultar sites brasileiros. Dai vc ja pode imaginar a barra que e ser de um pais de origem africana por aqui. Ah e me esquci de dizer que outra professora tambem proibiu os sites por que segundo ela falamsos brasileiro dai a deixa pra eu me levantar muito elegantemente, rsss e dizer que a lingua oficial do Brasil e o portugues e que eu desconhecia essa lingua a qual ela se referia. Matei a pau e ela pos o rabo entre as pernas. Dai amiga Simone vc imagina o teor de discriminacao que passam a Marisa e o Mia Couto assim como foi Saramago que preferiu partir do pais e se refugiar na vizinha Espanha. Continua...

Saudade...

Se voce me perguntasse o por que do amor eu nao saberia responder-te.

Porque os loucos, os desajuizados, os apaixonados nao precisam de motivo para simplesmente ser feliz.

 A pior saudade que pode existir, sao dos momentos que nunca poderemos viver.

domingo, 7 de abril de 2013

DIONNE WARWICK - i know i'll never love this way again


Se voce me perguntasse o por que do amor eu nao saberia responder-te.

Porque os loucos, os desajuizados, os apaixonados nao precisam de motivo para simplesmente ser feliz.

 A pior saudade que pode existir, sao dos momentos que nunca poderemos viver.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Troquem as calcinhas!

Antes eu pensei que este artigo pudesse ser entitulado de reforma intima, mas me pareceu que daria uma impressao de teor religioso e acabei optando pelo titulo escolhido.
E porque troquem as calcinhas? Muito facil!
Todas as vezes que pensamos em mudar, tomar decisoes novas, seguir novos caminhos, uma das primeiras coisas que pensamos, e ter um novo corte de cabelos ou ter um novo guarda-roupas, mudar de casa, de emprego, tantas coisas que poderiam representar nossa nova fase e por que nao trocar as calcinhas?
Se uma mudanca de vida reflete uma mudanca interior, se pressupoe uma reforma intima, que parte de dentro pra fora, acredito que nada mais significativo que comecar por nossas velhas calcinhas e soutiens.
Alias, tenho comigo que pelo menos uma vez por ano, cinquenta por cento de nossas roupas intimas devem ser trocadas.
Cada uma delas reflete o estado de espirito em que estavamos a epoca em que as adquirimos.
Quantas vezes nos acostumamos com uma vidinha mediocre e acomodada e se olharmos para nossas calcinhas vamos ver que elas estao confortaveis demais , com o elastico comecando a esgarc,ar tanto que ja nao estao firmes e aquela barriguinha antes durinha comeca a ocupar um lugar indevido?
Sempre preocupei-me em dizer a minha filha que usasse no cotidiano calcinhas em malha de algodao que deixam a pele respirar e evitam doencas. E ainda que ,preferisse as de cos alto para que nao divida a barriga ao meio, e la na frente a natureza lhe agradecera por ter uma silhueta esguia, modestia a parte como a sua mae, rs.

Nada contra as calcinhas de cos baixo, nem o fio dental, mas passar 24 horas por dia usando um fio que lhe corta a cintura e outro verticalmente, confesso que da ate nojo. Nao so pelo odor mas tambem pela aparencia de menina facil sempre pronta a dar para o primeiro cara que encontra e que me causa asco.
Mas isso tambem e problema delas ou de berco diga-se de passagem, por que conheco uma dessas mocas que se diz de familia, cujo o interesse nesse ambito e maior que a necessidade de ter um corpo saudavel.
 A educacao de nossas filhas tambem passa por instrui-las no uso sua roupa intima e felizmente neste quesito, acho que deixei um bom legado a minha filha.
Quando o tecido comeca a relaxar, as cores comecam a se confundir com a cor da nossa pele, tal como quando deixamos de bronzearmos.
Outras vezes quando mais precisamos de colocar um vestido com as costas de fora ou um tomara que caia e perguntamos onde estaria aquele soutien que ficaria perfeito com ele?
E sempre quando penso em me arrumar para sair, mesmo que seja so para ir na esquina penso que se me acontecesse algum acidente e eu estivesse com as calcinhas furadas, eu morreria antes de vergonha por nao ter uma lingerie digna de quem trabalhou a vida inteira.
Ja pensou voce deitada numa maca de hospital e aquela enfermeira sua amiga sussura para o enfermeiro do lado: Voce viu so coitada, tao estudada e usando uma calcinha tao feia e rota!
Nao que precisemos andar  com lingeries da Vitoria Secret 24 horas por dia, embora eu adoraria se tivesse condicoes para tal, mas uma lingerie em boas condicoes, tenha certeza e 50% para que voce se sinta uma mulher poderosa e segura.
Muitas vezes quando percebemos ainda temos na gaveta aquela lingerie que usamos na noite de nupcias, ou uma lingerie que usamos antes mesmo de ficarmos gravida e que com certeza, jamais a usariamos de novo.
O gosto, modelo, isso e bem pessoal, mas insistir em fio dental todos os dias chega ate a ser anti-higienico nao so com nosso corpo mas tambem com nossas mentes. Mas nem por isso temos que usar aquelas calcinhas gigantes que ate tiram o tesao de qualquer marido.
E por falar em tesao, nossas calcinhas revelam muito de nossa sexualidade, alem de nossa praticidade.
Nao digo que devamos andar feito prostitutas, ou nem mesmo feito manequins de desfiles de moda, mas recomenda-se bom gosto e optar pelo conforto e bom senso.
Tal qual as janelas refletiam na arquitetura o retrato de um povo, acredito que a lingerie retrate a evolucao da mulher dentro da sociedade.
Alias acredito eu que grande parte dos soutiens estao fadados ao desaparecimento com os belos seios siliconados que estao no mercado. E se for pra a beleza e satisfacao dos homens e mulheres que eles venham e tomem seus lugares, e abaixo os soutiens quando nao mais necessarios.
O certo e que nosso interior reflete muito do que usamos mais intimamente e prova disso e que quando estamos solteiras, corremos logo a uma loja pra comprar um novo conjuntinho de lingerie sexy. Ou se estamos sendo contratadas para um novo trabalho, aquele que sempre sonhamos, com certeza as nossas pecas mais intimas vao demonstrar a felicidade por debaixo de um belo tailer.
Porem muitas mulheres se esquecem que o miolo tambem conta e muitas vezes vestem marcas carissimas de jeans, Diors, guccis, ou Herreras, etc,  e se esquecem das lingeries.
Tambem se esquecem do bom senso e muitas vezes gastam muito no que pouco se ve e se esquecem do principal, o conforto.
As nossas mais fieis companheiras, par a aalegria e para a tristeza, as nossas calcinhas o credito de serem sempre bonitas, gostosas e perfeitas. Por que nos e elas merecemos. Porque elas refletem o que de melhor temos. Porque  sem elas nos parecem faltar um pedaco de nossa intimidade.
E da proxima vez que atravessarem os corredores de um shopping ou ir a um lado qualquer voces nao se esquecam do poder que emana de uma mulher que deve ser tao bonita por dentro quanto por fora.
Dizem que os olhos sao o espelho da alma e talvez a lingerie seja o espelho de nosso cuidado com nossos corpos. Cuidemos dos dois entao.
Levantemos simbolicamente um brinde a nossa liberdade, e a nossa lingerie!




sexta-feira, 13 de abril de 2012

Partindo pra outra...

Ha um momento na vida da gente que so mesmo a Fe para que consigamos levar o barco adiante. 

Eu sempre tive como principio que ser fiel a mim mesma seria sempre a melhor forma de conduzir meus passos.  Fiel aos meus instintos , a minha intuicao, e ao que chamo de bom senso.

Percebi que quando pensamos que nao ha mais respostas, e justamente onde e quando nos resta uma unica saida. E hora de tomar uma decisao, a de nos preservamos, a de mantermos o minimo de lucidez possivel, de declararmos o nosso amor proprio. 

Viver um sonho a dois 'e o sonho de toda mulher, porem encontrar a pessoa que realmente queira partilha-los e coisa se nao rara, dificil de acontecer. Por que os sonhos tem de coincidirem. 

E falar que vc compartilha os mesmos sonhos mas no final das contas houver injustica ou egoismo na hora de divdir os louros, isso nao e partilhar sonhos e de longe isso nao e companheirismo tambem. E se vc esta dando murro em ponta de faca, estara se ferindo por acomodacao, ou medo de sair fora.

Entao chega a hora de juntar as migalhas e o que sobrou de vc mesma, arrumar as malas e apenas reconhecer que a tentativa foi boa mas que nem tudo esta perdido. E certo que o tempo nao volta mais , mas que orgulho e olhar no espelho e ver que as rugas que vc ganhou, foram fruto da tentativa de ser feliz.

Porque se voce fizer uma analise profunda de tudo vai entender que o grande objetivo da vida, e passar por ela,  e tambem, nao incolume aos problemas e nem sem marcas, rugas ou experiencias. O grande barato e viver poxa! 

E viver pressupoe altos e baixos, perdas e ganhos, amor e dor. Nao que necesariamente um seja antonimo do outro, por que muitas vezes a dor e companheira da paixao, a vitoria precisou de um perdedor para que existisse, e ai vai.

O melhor e olhar para tras e ver que vc semeou um jardim lindo mesmo que nao seja voce a colher essas flores, com certeza pior seria ter semeado apenas ervas daninhas.

Repare bem se voce nao colheu sorrisos, se voce nao fez alguem crescer, ou ficar rico. Repare bem se voce mesmo lhe faltando um pedaco, nao preencheu o vazio de um coracao.

Se por instantes vc nao viu o gozo nos olhos do seu amante. Se por segundos voce sentiu a felicidade no coracao de alguem.

Ah, se vc conseguiu ao menos uma dessas coisas voce pode ter saido ferido sim, mas voce saiu mais forte, mais vigoroso para a proxima corrida.

Nada de sentimentos piegas, quem gosta de piedade e' livro de auto-ajuda.  E nao va chorar por que voce perdeu suas economias ou seus ultimos tostoes, pense que vc ajudou a um medigo a manter sua dignidade. Saia por cima.

Sair de um relacioamento , de um emprego, de uma cidade, de uma vida, pode nao ser a coisa mais facil do mundo, mas tambem nao e a mais dificil. 

Pense no desafio que e recomecar tudo outra vez. A adrenalina no sangue e na alma de reiventar-se para o novo.

Ah a vida e tao pequena, tudo passa tao rapido, voce nao vai chorar pelo leite derramado nao e mesmo? Pense em quantos litros de lagrimas que ainda poderao rolar e quantos suspiros voce pode ainda arrancar. 

Com certeza em algum lugar vai haver uma tampa que caiba direitinho na sua panela.

Em algum lugar havera uma cidade em que as ruas vao lhe sorrir, e que um cachorro mesmo que sarnento vai lhe ababar o rabinho todo contente sem pedir nada em troca. 

E empregos perdidos? Se voce conseguiu um, por que nao haveria de conseguir outros? Ha tanta gente carente precisando de companhia, tantas praias esperando pelo seu sanduiche, pelo seu artesanato, lhe implorando que voce pise em suas areias e sinta a brisa do mar em seu rosto e a agua gostosa em seus pes. E os cursos que voce fez, aquele dinheirao todo ao lhe garante ao menos um recomeco como um carregador de malas?

Ah eu ja sei. Voce vai me dizer que palavras sao tao faceis de serem aceitas pelo papel nao e mesmo? E eu vou lhe responder que mais facil e' voce aceitar que errou e que valeu tudo a pena, do que ficar remoendo o por que nao deu certo. 

A vida e bem isso ai, tudo junto e misturado!

E se vc pesar na balanca, nao a da justica dos homens, vai ver que vc ja esta no lucro, pois talvez ja tenha vivido mais do dobro que vc tera no futuro. Pense nisso!

E da proxma vez  que vc se entregar de corpo e alma no que quer que seja nao fique medindo as perdas e ganhos, apenas deixe fluir. Isso e viver!

Nao se preocupe tanto em acumular moedas,  tenha o bastante para nao se comprometer com a responsabilidade de se preocupar com se enjaular num condominio fechado com medo da violencia do mundo la fora.

Essas certamente nao sao palavras de alguem que errou mas que aprendeu com os erros, os proprios e os dos outros.

Se o que doeu foi ter perdido um amor em que voce fez tudo por ele, nao faz mal, pode ter certeza que ele sentira muito mais falta de voce , do que voce dele. 

Por que nao se pode sofrer por quem nao nos merece. Por que seria injusto para com nosso coracao, achar que quem nao nos deu nada, e' mais feliz que no's que demos muito.

Vai ficar um vazio ai, eu sei , mas do jeito que voce e' , nao tarda muito quando voce menos esperar aparecer alguem para preenche-lo.

Voce pode ate nao acreditar muito no que eu digo, mas vai sonhar com cada palavra, e vai desejar que cada uma delas aconteca. E quando menos se espera, voce vai estar na corda bamba da vida outra vez. Vivendo! E quem sabe vivendo um novo emprego, uma nova cidade, um novo alguem, um novo amor ainda melhor. E se voce tem medo e se nunca tentar, como e que voce vai saber?  Vamos la,  o picadeiro lhe espera, pra ser palhaco, malabarista ou bailarina. A escolha e' sua, mas nao se esqueca de que neste circo da vida o mais importante e' que o espetaculo nao pode parar e se vc conseguir ao menos um sorriso daquela crianca, se nao a sua dentro de si mesmo, voce ja tera participado do show de viver. 

Venha, a vida te espera e o relogio nao parou de marcar os segundos que lhe restam de vida.




quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Para um novo recomeço


Somos responsáveis por nossas escolhas e pelo resultado delas. 
Diante disso lhe digo que não somos obrigados a ser inflexíveis, que muitas vezes voltar atrás, pedir desculpas, recomeçar do zero são necessários para terminarmos de escrever nossa história e devemos  aprender com nossos erros.
Você é especial para alguém a medida que um dia desejaram-lhe que estivesse ao lado desse alguém como companheiro. 
Porém quando não podemos ter alguém ou algo que desejamos é preciso serenar os sentimentos e apenas desejar que cada um alcance a sua felicidade, cada um em seu caminho.
Assim é com as outras pessoas e com as coisas as quais nos acostumamos a ter e conviver.
Muitas vezes o novo caminho vai ser triste, monótono ou diferente, ou até árduo, porém o tesouro mais importante é carregado dentro de nós mesmos para que este caminho seja repleto de felicidades.
Resignação,( mas não conformismo), disposição, saúde mental, ambição, determinação. Sentimentos estes que não se compram em loja nenhuma e são essenciais aos recomeços. Não tema as horas de crise, certamente elas estão aí para que aprendamos e tiremos dela uma lição e uma nova missão. A missão pode ser aprendermos a viver com pouco, assim como o pescador que a cada dia busca seu alimento ao mar. 
Mas também pode ser repensar as companhias que nos rodeiam ou até mesmo refazer as velhas perguntas ditas no caipirez goiano: Oncotô e oncovô? 
Responder perguntas como essa parecem simples mas exigem um planejamento para os nossos próximos cinquenta anos de vida e se pensar bem, é apenas o tempo que nos resta por essa vida. Olhamos para trás e esses mesmos cinquenta passarão tão rápido e com certeza os próximos cinquenta futuros anos, serão mais rápidos ainda. Com a diferença que agora somos mais exigentes, mais seletos e sabemos perfeitamente o que queremos ou não para nossas vidas. E se vc pensar bem, este tempo dá de sobra para termos uma vida simples e confortável. 
É certo que a vida continuar exigindo de nós escolhas e responder perguntas todos os dias, porém agora é bem mais fácil  discernir o que nos faz bem e o que é preciso para sermos felizes. O resto é sobra é desperdício.
Quantas foram as vezes que sentimos a liberdade e o prazer de caminharmos na praia e tocar os pés na água gostosa? 
Tudo isso prá dizer que não precisamos muito além de uma casinha pequenina (nosso coração), onde possamos receber nossos melhores amigos, fazer o que mais amamos e viver cada dia como se fosse o ultimo. Tudo isso para  dizer-lhe que muitas vezes sonhamos grande o sonho de outras pessoas, de nossos filhos... Deixemos que cada um sonhe o que é seu, de direito e por escolha.
Muitas vezes nos vimos envolvidos num mundo tão complexo quando só precisamos de viver, um dia de cada vez. 
Por isso meu amigo, não reme contra a maré das coisas que a vida nos mostra a cada dia, siga a sua melhor intuição e não o modelo de alguém ou de alguns. Os problemas se apresentam todos os dias para todos e o que nos faz diferentes e a maneira como eles nos afetam em nossas vidas. 
Muitos vão usá-los para grandes lições, outros para justificar suas derrotas.
Eu espero ter dito algumas palavras que lhe toquem o coração e que sejam relembradas a cada decisão, a cada escolha que você fizer de agora em diante. Não como palavras a ferirem-lhe a mente mas como um mantra de que tudo é possível e vc pode conseguir. E  que o importante é ser feliz por que a vida escorre entre nossos dedos feito agua, é é necessário bebê-la para matar a nossa sêde e não nos preocuparmos em segurá-la para que ela não escorra. Pense nisso e boas escolhas!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Sobre as críticas ao carnaval

Aqui na Europa assim como em algumas cidades do Brasil  o que não significa que todo o país pense assim, o carnaval é visto apenas como uma festa de nús, bebedeiras e fantasias. A hipocrisia em não ver que o problema não é o carnaval e sim as pessoas é tamanha que chego a ficar chocada com as palavras de muitas pessoas. O homem é o que pensa ser, o que é comprovado nas ações que ele toma. Uma vez um especialista me disse que geralmente vemos nas outras pessoas os defeitos que tentamos esconder de nós mesmos. Como num espelho, o da vida! A partir daí tento ver apenas as coisas boas de todas as coisas e pessoas embora o meu perfil crítico se sobressaia. Vejo no carnaval a beleza dos enredos que contam as histórias dos homens e do mundo. Como o carnavalesco que desenvolve cada tema e cria as fantasias para demonstrar esse enredo, eu viajo pela sua inspiração e vejo a história ser contada de uma maneira rica e extrovertida. Quanto ao carnaval de Recife por exemplo, com  o frevo, com seus bonecos gigantes fazendo crítica aos políticos e às situações atuais do mundo, vejo uma forma diferente de criticar a sociedade como um jornalista que escreve seu artigo. Já o carnaval da Bahia procuro ver a beleza da diversidade de cores e blocos com seus abadas, das músicas alegres e o senso de caminhar juntos pela avenida, alegres e curtindo a vida. Procuro ver no carnaval apenas o que é belo e abstraio o que é ruim pois o que não é bom vem do homem. Se eu me esforçar um pouco mais poderei dizer a estas pessoas que também consigo ver coisas horríveis nas pessoas que vão as igrejas só para, num padrão de comportamento, se passarem por respeitosas e cristãs. Rezam o cerdo, a ave Maria ou as orações de suas religiões mas ao saírem dos templos comportam-se mal com suas esposas, com seus maridos. E a mesma boca que orava ao Deus escolhido, de repente se torna ferina e machuca atrocidades ao vizinho, ao político, à sogra , ao amigo na rede social, e etc. É preciso mudar nossa maneira de olhar para as coisas, pessoas e acontecimentos vendo apeas o que lhe é ruim. E particularmente uso o meu tempo de carnaval para passear, reunir a família, mas de vez em quando formar um bloco com uma fantasia criativa também é bom. Então meus verdadeiros amigo e que entenderam o que eu disse , faça-me o favor de não julgar a tudo e a todos em nome de uma falsa moral. Aceitar o outro e os seus defeitos é o que há de mais nobre em termos de relacionamento. Julgar é um ato que deixo aos juízes e a Deus, eu me contento a observar, fazer minhas escolhas, respeitar as escolhas dos outros e usufruir da maneira que melhor me apraz a vida e suas diferenças. Ainda que alguns escolham beber até cair, mostrarem seus corpos nús e suados pelas avenidas, só resta-me respeitar a escolha de cada um e esperar que respeitem a minha em ficar em casa fazendo churrasco e balançado numa rede na fazendinha do pai Edmundo tomado a nossa caipirinha geladinha e vendo a paisagem onde o gado pasta solene. Deixemos de hipocrisia e respeitemos as diferenças culturais, e aproveitemos esses dias de descanso para limpar o cisco nos olhos minha gente ou então pegar um bom livro de história e aprender sobre a verdadeira história do carnaval , não a  que imaginamos, mas aquela que milhões de pessoas fazem todos os anos simplesmente por que são apaixonados por ela. É certo que o caraval em alguns lugares movimentam milhões em dinheiro e que bom para a economia desas regiões que recebem turistas. É certo que o carnaval também faz com que milhares de pessoas se acidentem pelos excessos. É certo que colhemos o que plantamos então plantemos apenas críticas construtivas e façamos a nossa  parte, o resto que cada um cuide da sua vida como bem lhe apetecer, não acham? Até o próximo carnaval na roça ou na avenida, mas que seja com a consciência tranquila heim!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

COMENTÁRIOS DE UMA HOLANDESA Deborah Clasen - Pedagoga Empresarial SOBRE O BRASIL


Divulgue esta mensagem para o máximo de pessoas que você puder. Com essa atitude, talvez não consigamos mudar o modo de pensar de cada brasileiro, mas ao ler estas palavras todos irão, pelo menos por alguns momentos, refletir e sentir orgulho de ser BRASILEIRO!!!

Parábola do Porco


Quando estiver desanimado lembre-se do PORCO !

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.

Um dia ele descobriu que seu vizinho tinha este determinado cavalo.

Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário que disse:

- Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante três dias. No 3º dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor será necessário sacrificá-lo.

Neste momento, o porco escutava a conversa.

No dia seguinte, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:

-Força amigo, levanta daí senão será sacrificado!!!.

No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou novamente e disse:

- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer! Vamos lá, eu te ajudo a levantar.

Upa! Um, dois, três...
No terceiro dia, deram o medicamento e o veterinário disse:
- Infelizmente vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:

- Cara, é agora ou nunca! Levanta logo, upa! Coragem! Vamos, vamos! Upa! Upa! Isso, devagar! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa, vai....fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa!

Upa! Você venceu campeão!!!.

Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:

- Milagre!!! O cavalo melhorou, isso merece uma festa!Vamos matar o porco!.

Pontos de Reflexão: Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho. Ninguém percebe qual é o funcionário que realmente tem mérito pelo sucesso, ou que está dando o suporte para que as coisas aconteçam.

SABER VIVER SEM SER RECONHECIDO É UMA ARTE!